Glaucoma vs Vitamina D .001

Glaucoma VS Vitamina D

Nesse conteúdo, eu vou explicar qual a relação entre a vitamina D e o glaucoma. O glaucoma é uma doença multifatorial que faz perder as fibras do nervo óptico, de forma progressiva, reduzindo o campo de visão, até ele chegar a um campo tubular e perder a visão central no final da doença. Para que isso não ocorra, é possível identificar alguns fatores de risco, por exemplo: a idade, acima de 60 anos, ser negro e ter parentes com glaucoma.


No que se refere ao glaucoma, há fatores de risco modificáveis e não modificáveis. Os não modificáveis são: ser negro, ter um parente com glaucoma. E os modificáveis: até o presente momento, aceito universalmente temos o nível elevado de pressão intraocular; quanto maior a pressão intraocular, maior a chance de a pessoa desenvolver o glaucoma. Existe também o estudo da vitamina D, como um dos fatores de risco, para o desenvolvimento do glaucoma. Em uma relação inversa, quanto menor o nível da vitamina D maior seria a chance de desenvolver o glaucoma.


Um artigo que demonstrou, através de um estudo de corte transversal, a associação do status da vitamina D e o risco do desenvolvimento do glaucoma de ângulo aberto pode ser acessado pela busca Google através do seguinte identificador: DOI: 10.1017/S1368980013003492. Foi concluído que no glaucoma mais frequente, de ângulo aberto, esse risco foi maior, quanto menor o nível da vitamina D. Eles sugerem aqui que outros estudos deveriam ser feitos para que esta informação fosse confirmada, pois se trata de um estudo inicial e observacional, publicado em 2014.

Quando a gente avança mais no tempo, observamos outro estudo, artigo de revisão, publicado em 2020. Fiquei pensando, quando eu li: “como será se você ler este conteúdo em 2155?”. Você talvez pense assim: como é que as pessoas conduziam o glaucoma, sem saber do nível de vitamina D no sangue. Então, hoje, em 2021, a partir desse artigo de revisão que saiu aqui recentemente, e você pode acessar pelo DOI 10.1136/bjophthalmol-2020-316331. Dentro do artigo podemos ver o resumo dos principais artigos publicados desde 1953. Num dos estudos, os examinadores aplicaram a vitamina D intramuscular em seres humanos e eles observaram uma redução da pressão intraocular nessas pessoas, após a administração da vitamina D intramuscular. Um outro estudo feito em coelhos, também com alto nível de evidência científica, foi referenciado. Os animais foram receberam injeções de óleo de fígado de bacalhau que é rico em vitamina D e se observou uma redução de 3 a 7mm de mercúrio na pressão intraocular deles. Quando o tratamento foi interrompido, as pressões voltaram aos níveis anteriores.

Numa outra referência dentro do artigo de revisão, foi comparado o nível da vitamina D, no soro de pacientes com o diagnóstico de glaucoma primário de ângulo aberto e de indivíduos saudáveis. Então, eles pegaram o grupo que tem glaucoma e o grupo que não tem o glaucoma e fizeram essa comparação. Observaram que os baixos níveis de vitamina D foi o marcador associado a presença mas não a severidade do glaucoma de ângulo aberto.

Por último, eu cito outro estudo, de caso-controle, no qual foi demonstrado que o grupo de pessoas que tem o glaucoma primário de ângulo aberto tem um menor nível de calcitriol, comparado com um grupo controle de igual idade. Um dado importante que as pessoas precisam ficar conscientes é o de que, quanto mais pigmentos têm nas nossas peles, mais tempo de exposição ao sol, nós devemos ter, para formar a vitamina D. Assim, pessoas negras, precisam de mais tempo de exposição ao sol do que pessoas brancas, para formar o mesmo nível de vitamina D.

Reforço a informação de que mais do que 90-95% da nossa vitamina D é produzida naturalmente, quando nós expomos a nossa pele ao sol. Nos exames que temos feito ultimamente, nós vemos muitos exemplos de baixa vitamina D sérico em nossos pacientes.

A vitamina D regula a expressão gênica das células que fazem parte do sistema de controle da pressão intraocular. Essas células, quando crescem, vão se renovando e são reguladas, põem seu código genético. Um dos fatores que regulam a expressão dos genes, é a vitamina D. Outros estudos mostram que o problema da vitamina D baixa, é um problema que acontece no mundo inteiro, é uma verdadeira pandemia de baixa vitamina D.


A vitamina D é um hormônio que pode influenciar o controle do glaucoma. Portanto, procure conhecer seu nível sérico de vitamina D. Converse com seu médico!

A visão é o sentido mais importante do ser humano! Um grande abraço e até a próxima!

Quer saber mais ? Clique AQUI e assista ao vídeo na integra no nosso canal no YouTube.

Texto retirado a partir do conteúdo gravado por Dr. Honassys R. Rocha Silva no canal da Clínica do Olho, no YouTube.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp