glaucoma

Pressão ocular e pressão arterial: entenda a relação com o glaucoma

Ainda hoje, existem diversos estudos sobre a origem do glaucoma. Uma das linhas de pensamento aponta a relação entre os níveis da pressão ocular e da pressão arterial. Você já ouviu falar nisso? Então, continue a leitura e entenda mais sobre o tema.

O que é a pressão de perfusão ocular?

A pressão de perfusão ocular é o resultado obtido quando se faz a subtração entre o valor da pressão arterial e a pressão intraocular. Em resumo, quando o olho está com a pressão elevada e a pressão arterial está baixa, a diferença entre essas duas medidas reduz. Assim, o sangue enfrenta maior resistência para seguir o fluxo e levar nutrientes até as células sensoriais da retina. Existe uma possibilidade dessa condição estar associada ao desenvolvimento do glaucoma primário de ângulo aberto. Após a realização de alguns estudos, foi constatado que pessoas que possuem uma pressão arterial menor que 125 x 50 mmHg estão mais predispostas a serem diagnosticadas com essa doença. A pressão intraocular (PIO) é uma medida utilizada para medir a tensão nos olhos. Essa tensão está relacionada à capacidade que o humor aquoso tem para circular. O humor aquoso atua na manutenção da temperatura interna dos olhos e na nutrição da córnea. Quando acontece alguma disfunção que provoca o bloqueio desse líquido, a pressão intraocular aumenta e pode provocar a morte das células sensoriais, causando o glaucoma.

O que é a teoria vascular sobre as causas do glaucoma?

Existem duas linhas de pensamento para explicar as causas da doença. Uma delas é a teoria mecânica, que defende que o prejuízo causado nas células têm origem na compressão das estruturas neurais, sendo associada ao nível da PIO. Entretanto, não existe um consenso para essa teoria, pois, ao analisar alguns casos, foi percebido que alguns pacientes estavam com níveis reduzidos de pressão intraocular, mas apresentaram evolução da doença. Assim, surgiu a teoria vascular, que defende que uma disfunção vascular pode ser a origem do dano celular. Esse dano seria causado por uma insuficiência do fluxo sanguíneo para chegar até as célula ganglionares. A retina depende do aporte sanguíneo para suprir suas necessidades metabólicas. Assim, uma isquemia ou hipóxia podem ser apontadas como uma possível causa da doença ou, pelo menos, um fator de risco para o seu desenvolvimento.

Conheça algumas alternativas de tratamento

Agora que você já entendeu a relação que existe entre a pressão arterial e a pressão ocular, é importante que conheça algumas possibilidades de tratamento que atuam diretamente no controle dos níveis dessas pressões. Para controlar a hipertensão arterial, o tratamento medicamentoso é uma das formas mais eficazes. Um dos anti-hipertensivos mais indicados são os vasodilatadores diretos. Os vasodilatadores promovem o relaxamento da musculatura da parede vascular, dilatando as artérias e reduzindo a resistência vascular periférica. Na maioria dos casos, esse tratamento é realizado em conjunto com o uso de diuréticos ou betabloqueadores. Com a vasodilatação, há uma redução da pressão arterial e, consequentemente, produz uma ação benéfica nos pacientes dessa neuropatia óptica. Existe também um tratamento natural à base da planta Ginkgo Biloba. Os princípios ativos dessa árvore de origem asiática, ajudam na melhora da circulação sanguínea, aumentando a recepção de nutrientes e oxigênio para as células. Dessa forma, a planta também promove resultados positivos no controle da hipertensão arterial e do glaucoma. Contudo, qualquer tipo de medicação só deve ser realizada se houver prescrição médica. Ficou interessado? Converse com um oftalmologista de sua confiança. Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais sobre a Clínica do Olho – Clínica Oftalmológica em Salvador!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp